Categoria:

5 tipos de pesquisa de mercado – e como usá-las corretamente em 2022

Se você está fazendo os mesmos velhos tipos de pesquisa de mercado, falando com as mesmas pessoas e da mesma forma "antiquada", você já está atrasado. Não basta conhecer os tipos de pesquisa, é preciso adequá-los ao novo cenário de evolução digital.
Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Se você estiver comandando uma operação bem sucedida talvez não valha a pena investir tempo pensando em pesquisa de mercado, correto?

Errado.

Independente do tamanho dos desafios encontrados dentro dos times de uma empresa, conduzir pesquisas auxilia na resolução dos problemas.

Seja para equipes de Marketing, Produto, Vendas ou até mesmo de Recursos Humanos e TI, fazer pesquisa de mercado é algo que importa.

Neste artigo, explicaremos 5 tipos de pesquisa de mercado que você pode usar para resolver problemas e desafios. Também explicaremos como e quando usar cada uma delas adequadamente em um novo cenário de pesquisas digitais.

Mas antes, vamos entender de uma vez por todas por que até empresas que utilizam e conhecem o valor da pesquisa, precisam se atentar às mudanças do mercado.

 

O “PADRÃO KODAK” DE PESQUISA DE MERCADO

O topo é um lugar confortável. Apesar de ser um desafio para qualquer um, a mudança e a adaptação são processos mais complicados para quem já alcançou sucesso (o que quer que “sucesso” signifique).

Veja o exemplo da Kodak. Se você faz parte da Geração Z e entrou no mercado a pouco tempo, talvez nunca tenha ouvido falar da Kodak. A empresa era líder mundial no setor de fotografia até o final da década de 1990.

Inclusive, foram eles os criadores da primeira câmera digital, em 1975. O problema é que a Kodak estava muito confortável no topo, com seu negócio estruturado em torno das câmeras e filmes analógicos. Esse conforto os desmotivaram a investir mais em sua própria criação.

Quando a fotografia digital estourou, quase 20 anos depois, a Kodak continuou fazendo o que sempre fazia. Já marcas até então irrelevantes no setor, como as japonesas Canon, Sony e Fuji, decidiram alinhar seus negócios com a evolução tecnológica.

O resto é história. As empresas que se adaptaram estão firmes e fortes até hoje enquanto a Kodak enfrentou um processo de falência.

Essa história é interessante pois o mesmo paralelo vale para pesquisa de mercado. Se você está fazendo os mesmos velhos tipos de pesquisa, falando com as mesmas pessoas e da mesma forma “antiquada”, você já está atrasado.

É por isso que adaptar sua estratégia de pesquisa de mercado é necessário. Mesmo que a fórmula atual funcione para você, isso não te prepara para os avanços do futuro. A base conceitual de algumas metodologias pode permanecer a mesma, mas a forma de aplicá-las evolui.

 

5 TIPOS DE PESQUISA DE MERCADO

PESQUISA DE BRANDING

O que é?

A Pesquisa de Branding ajuda com o gerenciamento da marca. Muito além da criação da logo e da identidade visual, a pesquisa de branding auxilia na construção da imagem da empresa, das suas narrativas e das características as quais os clientes associam à marca.

Quando usar?

A pesquisa de branding pode ser utilizada em todos os etapas do negócio, da criação da marca ao lançamento de novos produtos ou até mesmo durante uma reformulação (rebranding).

Existem alguns tipos de pesquisa de branding possíveis de ser realizados. Alguns deles são:

  • Awareness de marca: seus potenciais clientes sabem da sua existência e consideram sua empresa na hora de efetuar uma compra?
  • Lealdade de marca: Você está retendo clientes? Quais são os seus clientes mais dispostos a recomendar sua marca?
  • Percepção de marca: O que os consumidores pensam a respeito da sua marca?
  • Posicionamento de marca: Qual é a melhor forma de diferenciar sua marca dos concorrentes dentro da cabeça dos consumidores?

Como fazer?

Pesquisas de branding tem um grande potencial de mostrar quais as características e benefícios te diferenciam dos competidores. Uma conversa qualitativa pode ser útil para colher insights sobre as emoções dos clientes e as associações feitas com marcas.

 

CONSUMER INSIGHTS

O que é?

A pesquisa de Consumer Insights vai muito além de mostrar quem são seus clientes e o que eles fazem. Ela revela o porquê seus clientes se comportam de certa forma e como eles reagem a situações. Isso permite que você alinhe as estratégias do seu negócio com as expectativas dos clientes.

Alguns dos aspectos que a pesquisa de consumer insights ajuda a esclarecer são:

  • Hábitos de consumo
  • Hobbies e interesses
  • Perfil pessoal e profissional
  • Preferências de mídia e canais de comunicação

Quando usar?

Conhecer seu cliente a fundo é essencial para a criação do seu plano de marketing e estratégia de vendas. Esse tipo de pesquisa permite que você se antecipe às necessidades dos clientes, orienta a inovação, ajuda a superar desafios de negócio e mais.

Como fazer?

A pesquisa de consumer insights deve ser desenhada especificamente para os objetivos do seu negócio. Isso porque é ela que fornecerá informações sobre o seu consumidor e mercado alvos.

Para conseguir insights acionáveis dessas pesquisa é necessário tomar alguns cuidados. Garantir que a pesquisa seja fácil de ser respondida, não influencie respostas, fale com as pessoas certas são alguns deles.

Outro ponto importante para esse tipo de pesquisa diz respeito ao tempo de resposta. É preciso estabelecer um questionário capaz de gerar insights, mas isso deve ser feito no menor tempo possível. Aqui na On The Go nós recomendamos que os questionários não ultrapassem 8 minutos.

Por fim, utilizar uma metodologia que permita o colhimento tanto de dados quantitativos quanto qualitativos é indispensável nas pesquisas de Consumer Insights.

 

PESQUISA DE SATISFAÇÃO

O que é?

A pesquisa de satisfação é um tipo de pesquisa de mercado que avalia a experiência dos consumidores com produtos e serviços. O principal objetivo é averiguar se a solução entregue pelas empresas vão de encontro, superam ou deixam a desejar com relação às expectativas dos consumidores.

Quando usar?

Pesquisas de satisfação são ótimos indicadores de performance para os negócios. Elas podem influenciar diretamente métricas como retenção de clientes e recompra. Por isso, o momento mais indicado para se utilizar é quando se está querendo otimizar algum aspecto como por exemplo quantidade de vendas, tempo de atendimento, qualidade do serviço e etc.

Como fazer?

Existem diversas maneiras de medir a satisfação do cliente utilizando pesquisas. Um NPS, por exemplo, pode ajudar a medir a lealdade dos seus clientes. Já um CES pode te informar o quão satisfeitos seus clientes estão com o seu atendimento ao cliente.

Essas diferentes metodologias podem ser utilizadas em diferentes pontos da jornada do cliente, permitindo uma análise mais profunda e colhimento de insights durante cada etapa.

 

DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO

O que é?

Pesquisa de mercado voltado ao desenvolvimento de produto consiste em utilizar o conhecimento e experiência do cliente para guiar todo o processo de criação ou aperfeiçoamento de um produto ou serviço antes de colocá-lo no mercado.

Quando usar?

Conduzir esse tipo de estudo é ideal tanto na criação de novos produtos quanto no aprimoramento de produtos existentes. A ideia central é minimizar os riscos inerentes às mudanças e inovações.

Existem 4 principais etapas onde a pesquisa de produto pode ser útil:

  • Concepção: pesquisa de mercado pode identificar oportunidades e fornecer insights a respeito dos desafios enfrentados por clientes ou seus jobs-to-be-done. Assim você pode propor produtos para preencher as lacunas encontradas.
  • Formação: Uma vez que surgiu a ideia, a pesquisa de produto pode te ajudar a torná-la em um conceito testável. Podem ser feitas diversas etapas de pesquisa até que a ideia de produto seja validada.
  • Apresentação: A pesquisa pode ajudar a guiar suas estratégias de divulgação e marketing, entregando as mensagens certas para o público do seu produto.
  • Aprimoramento: auxílio na fase de melhoria contínua e apresentação do produto para novos mercados.

Como fazer?

O desenvolvimento de produto pode utilizar diversas metodologias de pesquisa, dependendo dos objetivos traçados. Utilizar o conceito de Atomic Research pode ser uma boa alternativa, já que além de entregar fatos e insights importantes sobre o produto, a utilização dessa metodologia ajuda a estabelecer a cultura de pesquisa. Isso torna o aprimoramento contínuo do produto uma tarefa mais fácil.

 

Conclusão

Com exceção dos times de pesquisa, é difícil ouvir alguém falar “vamos fazer uma pesquisa!” quando surgem os desafios do dia a dia dentro das equipes de trabalho.

Entretanto, ter o conhecimento dos tipos de pesquisa possíveis e sua importância acaba por otimizar os negócios. A resolução de problemas e desafios se torna um processo mais simplificado e ágil.

Você precisa questionar a si mesmo – e ao seu time – quais desafios você deseja solucionar e quais hipóteses gostaria de responder. Após essa etapa é só escolher a metodologia de pesquisa de mercado adequada e correr para o abraço.

Seguindo isso um novo mundo de dados úteis e insights acionáveis irá se abrir para você e sua equipe.

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook